Para congelar, Para o almoço/jantar, Para otimizar o tempo, Receitas

Molho de cachorro quente – refeições congeladas1 minutos lendo

Continuando a versatilidade da carne moída!

Já fizemos as bolinhas de carne, a lasanha para congelar e agora este molho de cachorro quente super versátil. Descongelo para rechear pães ou sirvo com arroz branco acompanhado de batatas ou uma saladinha.
receita de molho de cachorro quente com carne moida
Ok, salsicha não é a coisa mais saudável que tem para comer, mas quebra um galho para agradar todo mundo aqui de casa. Gostamos bastante e é sempre útil ter um potinho destes no freezer.

Lembra que no post de lasanha falei sobre separar 2 conchas de molho? Era para usar neste molho de cachorro quente.

Não me lembro de ter visto este molho em muitos lugares, mas ele está bem vivo na minha memória quando me lembro da escola primária que estudei. A criançada gritava de felicidade!

Molho de cachorro quente

Ingredientes

  • 1 pacote de salsichas, aferventadas e cortadas em rodelas,
  • 1 cebola em cubinhos,
  • 2 dentes de alho amassadinhos,
  • a carne moída pronta e reservada na receita de lasanha (clique aqui se você perdeu este post),
  • 250 ml de molho de tomates pronto,
  • 2 tomates em cubinhos,
  • cheiro verde ou folhas de salsão picadinhos,
  • sal, pimenta e azeite á gosto.

Modo de preparo

  1. Refogue a cebola com um fio de azeite até que esteja transparente, adicione o alho e refogue até ficar douradinho,
  2. Adicione a salsicha e refogue,
  3. Na sequencia adicione os tomates, o molho e a mesma medida do molho de água,
  4. Corrija o sal, adicione a pimenta, abaixe o fogo e deixe a agua do molho evaporar até obter um molho espesso,
  5. Finalize com o cheiro verde,
  6. Deixe esfriar e guarde em potinhos no congelador.

2 Comentários

  1. Lylia

    18 de agosto de 2017 at 15:38

    QUe molho mais gostoso, Ari! Nunca fiz molho de cachorro quente com carne moída, mas voce me deu uma ótima ideia!
    Bj e ótimo fim de semana,
    Lylia

    1. Ariana Pazzini

      21 de agosto de 2017 at 11:09

      Lylia, não sei por qual motivo na minha cidade sempre foi assim! O Fê estranhou quando disse pela primeira vez, hahahaha, lembranças das nossas raízes sempre tem gostinho especial né? Beijo

Deixe uma resposta